domingo, 31 de janeiro de 2010

capas interessantes


carrosséis repetem marcha lenta


Os empresários de diversão saíram esta tarde às ruas da área da grande Lisboa com cerca de 130 camiões, dos quais 30 chegaram hoje, domingo, da ilha da Madeira para integrar o protesto.
Este domingo circularão a uma média de 15 quilómetros por hora pela avenida Infante D. Henrique, avenida da Índia, Alcântara, Algés, regressando depois pela Avenida de Ceuta e Segunda Circular.
"Domingo vai ser o caos, estou mesmo a ver. Acho que há muita solidariedade no país. Mesmo por parte de quem não é do sector mas que vive com o sector, com as festas e feiras do país", alertou o presidente da Associação Portuguesa de Empresas de Diversão.
A APED sustenta que não foi ouvida no processo de elaboração do diploma, que entrou em vigor passados 30 dias, e reclama outros prazos de transição e adaptação.
Por outro lado, critica o preço das inspecções, cujo certificado é obrigatório no pedido de licenciamento às Câmaras Municipais para o exercício da actividade dos equipamentos de diversão.
JN

capas


Carrosséis

O terceiro dia de protesto dos empresários de carrosséis, montanhas russas, carrinhos de choque e farturas promete congestionar o trânsito na Segunda Circular, junto ao Estádio da Luz, antes do jogo Benfica-Guimarães, marcado para as 19h15. A passagem dos cerca de 80 camiões dos manifestantes pelas principais artérias de Lisboa, já provocou alguns problemas no trânsito durante a tarde.
Os empresários afirmam que estão impedidos de trabalhar desde Dezembro, por recusarem inscrever-se para a inspecção dos equipamentos a realizar pelo Instituto Electrotécnico Português. Luis Fernandes afirma que os equipamentos fabricados até 2004 não estão obrigados a cumprir o novo regulamento, que obriga a profundas modificações, entre as quais novas instalações eléctricas.
CM

EUA suspendem voos de retirada de feridos graves

O Exército norte-americano suspendeu os voos de retirada de feridos graves haitianos, à espera de uma decisão sobre quem paga os seus cuidados médicos.
«Aparentemente, alguns Estados Norte Americanos recusam-se a aceitar no seu território pacientes haitianos que precisam de cuidados pós-operatórios, e nós não podemos transportar se não nos deixam aterrar».

sem comentários...

sábado, 30 de janeiro de 2010

VALE A PENA SER DO PS


Corajoso e bem informado João Severino “dá-nos” mais uma peça de notável critica ao Estado a que isto chegou no seu Jornal do Pau Para Toda A Obra, começa assim:

"Quem decidiu ser do Partido Socialista fez a sua melhor opção de vida. Emprego não lhe faltará nos próximos 10 anos, pelo menos, porque não existe alternativa a um governo socialista. A qualquer membro do PS tudo se admite, tudo pode fazer, mesmo à margem da lei, que será sempre ilibado. ..."

continua aqui e tem leitura obrigatória...

domingo, 24 de janeiro de 2010

La economía necesita 7 millones de inmigrantes hasta 2030


La llegada de inmigrantes ha sido imprescindible para completar la pasada década de bonanza económica, y lo seguirá siendo en el futuro para garantizar la viabilidad del sistema de pensiones actual. Según los últimos cálculos de la Comisión Europea, España necesita recibir al menos siete millones de inmigrantes en los próximos 20 años para que su tasa de dependencia (que mide el número de pensionistas frente a los activos) se quede en el 34%, es decir, que por cada 100 personas que trabajen haya 34 jubilados. Público.es

sábado, 23 de janeiro de 2010

sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

A terceira força

Antes das eleições de Setembro poucos acreditavam na possibilidade e na importância do CDS se tornar a terceira força política do país.
A verdade é que poucos meses após as eleições as consequências estão à vista e quem votou no CDS em função de um caderno de encargos claro, percebe que o seu voto foi relevante. A aprovação hoje pelo PS da proposta do CDS de majorar o subsídio de desemprego quando os dois elementos do casal estão em situação de desemprego é um sinal claro de que o CDS e o PS estão em vias de chegar a um acordo para a viabilização do orçamento e que o PS concedeu ao CDS algumas das suas reivindicações que constam no "caderno de encargos" do CDS.
Paulo Portas está a seguir à risca a estratégia que apresentou no Congresso do CDS e nas eleições de Setembro. Apresentar um caderno de encargos claro e negociar com o PS ou o PSD a viabilização de orçamentos, exigindo como contrapartida a consagração de medidas concretas e visíveis em favor de um caderno de encargos perceptível.
Mais polícias nas ruas, rigor no rendimento mínimo, diminuição do PEC, majoração do subsídio de desemprego para famílias com menores a cargo em que ambos estão na situação de desemprego, prazos mais curtos para o reembolso do IVA, compensação de créditos com o Estado e maior atenção ao mundo rural, foram bandeiras do CDS que serão assinaladas no orçamento.
Aprovado o orçamento 2010 o CDS sabe que para continuar a crescer tem até ao final do ano para demonstrar que não se limita a ser um partido de bandeiras e que é capaz de se identificar como partido de projecto. Os actuais 10% são o limite máximo de um CDS como partido de bandeiras mas o limite mínimo para um partido de projecto. Esse será o grande desafio de Paulo Portas e do CDS. Publicada por Pedro Pestana Bastos em
O Cachimbo de Magritte

quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

primeiras paginas


greve pelo galego


A greve foi convocada pela plataforma Queremos Galego para o dia 21 deste mês para tentar impedir a mais forte agressão contra o idioma próprio da Galiza em toda a vida democrática de Espanha.Se para os galegos é tão importante envolver todas as pessoas com sensibilidade pela sua cultura, é importante que saibamos ser solidários com eles contra este decreto que não tem o apoio das famílias, nem dos professores, nem dos alunos.
O decreto ofensivo da Língua galega foi apresentado a meio das férias do Natal pela Junta da Galiza sob a capa da aprendizagem do inglês, prejudicando nitidamente o galego, numa acção que os linguistas da Galiza consideram uma burla tremenda porque se vende um suposto ‘trilinguismo’ — castelhano, inglês e Galego — que é impossível aplicar em quase toda a Galiza.Com falácias sobre o inglês o que tentam é confundir a opinião pública e camuflar esta navallada contra o galego — acusam os promotores da greve geral.


primeiras paginas


terça-feira, 19 de janeiro de 2010

CDS-PP sugere poupança de mil milhões de euros no OGE


«Tudo somado, as nossas propostas custam menos de 700 milhões de euros, mas temos sugestões de medidas que podem ser tomadas que ultrapassam os mil milhões de euros», «Um aumento da fiscalização no Rendimento Social de Inserção pode poupar 100 milhões de euros, a que se juntam mais 700 milhões pela introdução de portagens nas SCUT», informou a deputada Assunção Cristas à Agência Lusa. mais»»

segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

sábado, 16 de janeiro de 2010

A l’appel d’Obama, Bush rejoint Clinton pour aider Haïti


Le président Barack Obama a reçu samedi à la Maison Blanche ses prédécesseurs George W. Bush et Bill Clinton, qu’il a chargés de collecter des fonds pour les victimes du séisme. Les ex-présidents ont accepté de diriger le “Fonds Clinton-Bush pour Haïti “. Leur présence “envoyait un message fort aux Haïtiens et dans le monde entier : dans ces moments difficiles, l’Amérique est unie”.
“A l’heure actuelle, nous menons l’une des plus grandes opérations de secours de notre histoire, pour sauver des vies et apporter une aide qui évitera une catastrophe encore plus importante”, a insisté le président américain, qui a néanmoins averti que la distribution de l’aide en Haïti représentait un “défi énorme” pour les sauveteurs et que l’assistance au petit Etat des Caraïbes allait devoir être évaluée à long terme.
“Je sais que beaucoup de gens veulent envoyer des couvertures ou de l’eau. N’envoyez simplement de l’argent”, a déclaré l’ancien président George W. Bush. “L’une des choses que le président (Clinton) et moi-même allons faire, est de nous assurer qu’il sera dépensé judicieusement”. Les Haïtiens “peuvent construire un meilleur avenir si nous faisons ce que nous devons” faire, a assuré son prédécesseur à la Maison Blanche.
LeMonde.fr avec AFP

primeiras paginas


a outra Casa Pia...

Quatro feridos e uma pessoa detida foi o resultado dos violentos confrontos, ontem, sexta-feira, no Campus da Justiça, Lisboa, entre dois grupos rivais, após ser conhecida a sentença de 16 anos e oito meses de prisão ao homicida confesso de um aluno da Casa Pia. JN

Câmara nega mudanças nos casamentos de Santo António


António Santos da Costa, "corrige a informação prestada anteriormente pelos serviços", e que dava conta que os homossexuais interessados podiam concorrerem aos cinco lugares que a autarquia disponibiliza para cerimónias de carácter civil:
"Os Casamentos de Santo António sendo uma iniciativa Municipal, resultam de um entendimento com a Igreja Católica, pelo que nunca houve alteração a este evento que não tivesse sido acertada com a Igreja", refere o autarca, realçando que foi neste quadro que se introduziram os casamentos civis e de outras confissões religiosas.
"É claro para o presidente da Câmara Municipal de Lisboa que, sem prejuízo de considerar o respeito a qualquer fórmula de constituir família, é necessário respeitar os sentimentos religiosos associados à figura de Santo António, um santo da Igreja Católica, Apostólica Romana".
JN

sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

vão prás barracas...


Vasco Franco, secretário de Estado da Protecção Civil, aconselhou o presidente da Câmara Municipal de Campo Maior a realojar em tendas de campanha as 50 famílias que moravam junto à muralha do castelo e que, depois da queda de parte da muralha, se viram obrigadas a abandonar as suas casas.
ler mais aqui

primeiras paginas...


quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

até parece uma Assembleia "á seria"...

O CDS-PP viu viabilizado o requerimento para que na próxima semana a Comisão de Orçamento e Finanças reapreciar a antecipação da devolução do IVA e o pagamento de juros de mora por incumprimento do Estado. Quanto ao PEC, o compromisso assumido passa por este ser votado de forma a que a 2 de Março as empresa não sejam obrigadas a esse esforço de tesouraria.
O PSD, saudou a abertura da COF que determinou também mais uma semana para se debater a Lei de Finanças Regionais: "Uma nova oportunidade de se voltar " a ter uma nova Lei de Finanças Regionais por consenso de todas as bancadas".
Para já abriu-se, além de novo período de entrega de propostas de alteração, uma hipótese das bancadas reflectirem as consequências do relatório da Unidade Técnica de Apoio Orçamental.
DN

"pressões" para não publicar notícias ?

O director-adjunto do ‘Sol’, confirmou esta quinta-feira em audição na Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC), que “uma pessoa próxima do primeiro-ministro tentou interferir no jornal, para não publicarmos notícias sobre o caso Freeport”. José António Lima corrobora assim das acusações avançadas pelo director do semanário, José António Saraiva, à ‘Sábado’, do grupo Cofina, que detém o Correio da Manhã.
'Corroborei completamente' disse António Lima à saída da audição no Regulador, que durou cerca de três horas.
No âmbito deste processo, a ERC já ouviu o director do ‘Sol’, José António Saraiva, o administrador José Coimbra, o subdirector, Mário Ramires, além do então responsável pela participação do BCP no capital do Sol, Paulo Azevedo, e o empresário Fortunato de Almeida
. por Teresa Oliveira in
Correio da Manhã

quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

HAITI - o sismo -


«Quando a terra tremeu, processar o que estava a acontecer demorou muitos segundos. A casa balançava para a frente e para trás de uma forma que nem consigo descrever. Não parecia verdade. Parecia um filme. Objectos caíam por toda a casa. Parecia que o mundo estava a acabar. Não sei porque é que a minha casa ficou em pé e todos os meus filhos estão, neste momento, deitados a dormir nas suas camas. É uma coisa que desafia a lógica e os meus bebés foram poupados quando milhares de outros não o foram».
«Milhares de pessoas estão presas. Calcular um número seria como adivinhar quantas gotas de chuva caem no oceano. Vidas preciosas estão por um fio. Não há para onde as levar para serem tratadas quando forem retiradas dos escombros. O Haiti tem um sistema de saúde praticamente inexistente para a sua população».
«Não consigo imaginar como serão as próximas semanas e meses. Tenho medo por toda a gente. Nunca na minha vida vi pessoas mais fortes que as do Haiti. Mas tenho medo por eles. Por nós».
«O horror apenas começou».
«É possível que os noticiários se esqueçam de nós daqui a alguns dias - mas as pessoas continuarão a estar enterradas vivas e a sofrer».
«Sim, inúmeras, inúmeras - inúmeras casas, igrejas, hospitais, escolas e lojas colapsaram».

Tara e Troy Livesay relatam ainda que primeiro havia réplicas a cada cinco minutos, que depois passaram para cada dez minutos. E que as ruas estavam cheias de pessoas que dali não saiam com medo de ir para casa.
Os posts dos Lindsay, em inglês, podem ser encontrados em http://www.livesayhaiti.blogspot.com/ e, em português em http://sol.sapo.pt/

Jorge Coelho ouvido em processo


O ex-ministro do Equipamento Social Jorge Coelho e o ex-secretário de Estado das Obras Públicas Luís Parreirão foram ouvidos pelas autoridades na investigação judicial à transferência de verbas para o Centro Nacional de Exposições e Mercados Agrícolas em Santarém.
A investigação, que já motivou buscas da Polícia Judiciária na CAP e na Câmara de Santarém, está relacionada com alegadas verbas que a autarquia, na ocasião liderada pelo socialista José Miguel Noras, deveria ter transferido para o CNEMA para ajudar a consolidar o passivo da sociedade, que tinha várias dívidas devido à construção do equipamento.
DN

O presidente da Câmara Municipal de Santarém disse hoje à Lusa que a constituição do ex-ministro socialista Jorge Coelho como arguido no processo do CNEMA "é uma história muito mal contada".
Moita Flores afirmou também que, "depois de saber o que se está a passar, a Câmara Municipal de Santarém vai tornar-se assistente no processo, para os verdadeiros responsáveis serem chamados à pedra".
DN

terça-feira, 12 de janeiro de 2010

primeiras paginas...


...lá vão ter que alterar a nova lei do casamento.


Apresentada este fim de semana na feira de Artigos para Adultos, em las Vegas, nos EUA. Roxxxy pode ser a companhia ideal para pessoas tímidas com disfunções sexuais, que querem fazer experiências sem correr riscos.
Roxxxy tem corpo de modelo - 174 cm e 54,5 quilogramas - e pele sintética que se assemelha à de uma mulher real. O "companheiro" pode, ainda, adequar o tamanho das seios a gosto, mudar a cor do cabelo e a raça. Ressona e, dependendo da forma como é tocada, emite diferentes comentários.
Uma versão masculina, baptizada de Rocky, está já planeada.
Ora bolas...lá vão ter que alterar a nova lei do casamento.

domingo, 10 de janeiro de 2010

as primeiras paginas


a ETA em Portugal


O ministro do Interior espanhol referiu que “queremos que Portugal nos entregue os dois elementos da ETA o quanto antes. E isso mesmo disse esta manhã ao primeiro-ministro português, José Sócrates. Claro que tudo tem que ser feito de acordo com a lei portuguesa».
Afredo Rubalcaba explicou que se trata de um caso de «perseguição a quente», confirmando que efectivos da Guarda Civil espanhola entraram vários quilómetros em território português para perseguir os dois suspeitos, tendo o assunto sido depois coordenado pela GNR.
Os dois alegados membros da ETA detidos em Portugal foram identificados como Garikoitz García Arrieta e Iratxe Yáñez Ortiz de Barron, estando esta última numa lista de suspeitos de acções da organização levadas a cabo em Julho de 2009.
TSF

Alfredo Pérez Rubalcaba, ha dicho hoy que las dos operaciones desarrolladas la pasada noche en las que han sido detenidos cuatro supuestos miembros de ETA en Francia y Portugal demuestran que "sabemos en lo que está ETA y ETA sabe en lo que estamos nosotros".

Ha subrayado que las operaciones demuestran la eficacia de la cooperación internacional entre España y Francia y Portugal, y ha agradecido a las Fuerzas y Cuerpos de Seguridad del Estado su esfuerzo.
publico.es

O ministro da Administração Interna revelou, esta tarde, que os dois supostos membros da ETA detidos em Portugal foram entregues à Polícia Judiciária e foram transferidos para Lisboa.
O ministro adiantou que os suspeitos não estavam identificados porque foram detidos, em Torre de Moncorvo, com documentos falsos depois de uma perseguição policial em que as autoridades tiveram de recorrer a armas de fogo para os intimidar.
TSF

irregularidades nas contas da Justiça

O instituto que gere o dinheiro do Ministério agora liderado por Alberto Martins, passou nove cheques que não chegaram aos destinatários.
De acordo com a edição deste domingo do Diário de Notícias (DN) que teve acesso a este relatório, alguém interceptou e falsificou o montante e levantou os cheques na CGD.
Ao todo, o Instituto de Gestão Financeira e de Infra-Estruturas da Justiça terá sido burlado em quase 800 mil euros.
Noutro caso, que suscitou uma auditoria, a inspecção detectou a existência de 12 contas bancárias ilegais na CGD, num total de 859 milhões de euros.
Segundo o DN, há pagamentos bancários sem explicação e outros dos quais não existem documentos que os justifiquem.
Por tudo isto, o ministro da Justiça substituiu a equipa dirigente do Instituto de Gestão Financeira e de Infra-Estruturas da Justiça e impôs 60 dias aos novos gestores para rectificarem estas irregularidades.
Escreve ainda o DN, que este relatório foi entregue ao antigo titular da pasta da Justiça, Alberto Costa, em Setembro, que não tomou qualquer medida. Nuno Amaral-
TSF


Portugal tem tido muita gente esquisita a governá-lo mas, com Cavaco Silva e José Sócrates, atingimos um elevado grau de desconforto. O semipresidencialismo destes dois homens produziu um regime híbrido que não executa nem deixa executar.

Com eles a circular a alta velocidade nos topos de gama à prova de bala e nos jactos executivos do Estado, o futuro de Portugal fica hipotecado ao patético despique da escolha de impropérios numa inconsequente zaragata de raquíticos.
Até que alguém de fora venha pôr ordem na casa. A menos que venha alguém de dentro. Semi-governante e semi-presidente tornaram-se descartáveis e, dada a urgência, é preciso começar pelo Partido Socialista. A crise no PS com a ausência de resultados desta direcção é muito mais séria para Portugal do que o tumulto no PSD. Porque o PS governa e o PSD não. O PSD morreu. Ressuscitará ao terceiro dia para um mundo diferente. Um mundo em que homens casam com homens e mulheres com mulheres e onde se morre, ou se mata, por uma questão de vontade, requerimento ou decreto. Um mundo cheio de coisas difíceis de descrever. mais em Mário Crespo in JN


Pouco a pouco vão aparecendo estes "apelos" á mudança. Não á do Governo, mas á do Regime. O regime que muitos de nós inventámos e que, cada vez mais, a geração dos menores de quarenta anos não entende (com excepção de uns quantos que a usam em beneficio próprio...).


Triste herança.

sábado, 9 de janeiro de 2010

não quero acreditar...


Chegou o dia tão ansiado e, vai-se a ver…
Acabei de ouvir na TV que as defensoras da ‘igualdade’ e do tão alegado ‘avanço civilizacional’ tão desejado pela esquerda governamental e frentista, garantiam os próprios, eram, afinal… actrizes, pagas para desempenhar a função de jovens ardorosas lutadoras pelos direitos humanos e etc.!
Não houve nenhum putativo ‘casal’ de lésbicas que se prestasse a este papelão defronte do Parlamento. Ausência bem sintomática da fraude social e política que ontem ocorreu, certamente.
Publicado por CAA em 9 Janeiro, 2010 in
« BLASFÉMIAS

pergunto-me se aqueles senhores deputados que votaram, a favor e contra, a Lei mais querida do ingº Pinto de Sousa não seriam também actores e actizes pagos...
e será que o apresentador também é actor?

sexta-feira, 8 de janeiro de 2010

os passeios dos "alegres"


Depois da Luz segue-se a Água...

A EPAL que decidiu propor, á DGAE, um aumento em 0,5% o preço da água que vende aos serviços municipalizados, não quis comentar as críticas dos municípios, nem tão pouco confirmar a proposta de aumento de preços para este ano, limitando-se a dizer que o processo está em curso e que os novos preços têm ainda de ser aprovados pela direcção geral de actividades económicas. O aumento médio previsto para o consumidor alfacinha será de 1,8%, apesar da inflação negativa que se verificou em 2009. TSF

quinta-feira, 7 de janeiro de 2010

finalmente uma capa interessante...


el incumplimiento de la Ley Antitabaco

La ministra de Sanidad y Política Social, Trinidad Jiménez, aseguró hoy que el aumento de la incidencia del tabaquismo en España se debe al incumplimiento de la actual ley antitabaco en los locales públicos, como cafeterías, bares y restaurantes.
Según afirmó la ministra en declaraciones a Antena 3, recogidas por Europa Press, "cuando se aprobó la ley en España, alrededor de un millón de personas dejaron de fumar, pero después la ley se dejó de cumplir en muchos de sus términos". En este sentido, señaló que la reforma legislativa que plantea su departamento "es necesaria para generar el hábito de convivencia social".
Público.es

...nosotros cambiamos la ASAE por la Ministra

Portugal com segunda taxa negativa mais alta em Novembro

Portugal registou em Novembro uma inflação negativa de 0,8 por cento, a segunda pior dos países da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE), penalizado sobretudo pela forte queda dos preços da Energia.
De acordo com os dados da OCDE, à frente de Portugal surge apenas a Irlanda, com uma inflação negativa de 2,8 por cento.
Na Zona Euro, a inflação anual foi de 0,5 (contra os -0,1 por cento de Outubro), enquanto na União Europeia foi de 1 por cento (contra os 0,5 por cento registados no mês anterior).
TSF

troca parlamentar de correspondencia...


Numa carta enviada ao Governo pelo líder parlamentar do CDS/PP, Pedro Mota Soares, o partido reiterou a disponibilidade para entrar nas negociações sobre o OE, mas sublinhou que estas não podem ser «secretas» e que o processo de negociação do Orçamento do Estado seja «institucional e formal», sugerindo a constituição de «equipas de negociação» interdisciplinares e da entrega de agendas de negociação por parte do Governo e dos partidos que ajudem a precisar os pontos em discussão «mais importantes e prioritários» sobre as contas do Estado para 2010. TSF

uma interessante réplica á "carta" do MAP Lacão que não deverá ter qualquer efeito face ás negociações já a decorrer em Bloco Central.
O PSD também irá trocar correspondencia com o governo... mas eles escrevem mais devagarinho.

O primeiro-ministro, José Sócrates, anunciou hoje, durante o debate do estado da nação, um programa de apoio à natalidade, que se irá traduzir no aumento do abono de família para as crianças e na criação de uma nova prestação de apoio à gravidez, atribuídos em função dos rendimentos das famílias. Jornal Publico 20.07.2007

domingo, 3 de janeiro de 2010

La France veut revendre ses vaccins contre la grippe A


Le gouvernement français a lancé une opération visant à revendre à des pays étrangers une partie des 94 millions de doses de vaccin contre la grippe A achetées cet été.
Depuis deux mois, la France tente discrètement de revendre à des pays étrangers une partie de ses vaccins achetés en juillet dernier, à une époque où la menace était supposée très grave.
Une opération conjointe est menée depuis la mi-novembre entre le ministère des Affaires étrangères et celui de la Santé en direction des ambassades étrangères. Les diplomates sont priés de faire remonter rapidement l’information vers Paris si les pays font état d’un manque de vaccins. « Nous avons travaillé ensemble sur ce dossier avec les équipes du ministère de la Santé », explique-t-on au ministère des Affaires étrangères.
Des négociations ont été rapidement engagées avec le Qatar, l’Egypte, le Mexique, la Bulgarie, la Roumanie et l’Ukraine.
La France a adopté une position de principe : elle vend au prix où elle a acheté les quatre types de vaccin (soit : 6,25 € la dose pour le Sanofi-Pasteur, 7 € le GSK, 9,34 € le Novartis et 10 € le Baxter).
leParisien.fr


...ora bem, cá o burgo encomendou só 6 milhões e ainda não "gastou" 10% das vacinas. Com a experiencia adquirida na venda dos "magalhães" talvez o Chavez nos compre o excesso.

Una estrategia para evitar el deterioro de la protección social


La parte más comprometida del programa de la presidencia española, y que sin duda será la más controvertida, es su aspiración de "desarrollar la democracia europea a través de la profundización y expansión de los derechos fundamentales", con especial atención a los sociales. Las autoridades españolas son conscientes del desafío que supone la extensión de derechos sociales en una Europa con un Parlamento dominado por la derecha y un Tribunal Europeo cada vez más restrictivo en la interpretación de los derechos laborales, como ha dejado patente en varias sentencias.
...
Una de las tareas inmediatas de la presidencia española será iniciar los trámites para regular la iniciativa legislativa popular europea, que permitirá a los ciudadanos promover propuestas ante la Comisión Europea cuando estén respaldadas por un millón de firmas. La posible regulación de ese tipo de iniciativas será abordada en la reunión informal de ministros que se celebrará del próximo día 12 al 14 en La Granja (Segovia).
ELPAÍS

sábado, 2 de janeiro de 2010

Número de desempregados caiu inesperadamente para os 432 mil


De acordo com dados do Departamento de Trabalho norte-americano, nos Estados Unidos, o número de pedidos de subsídio de desemprego desceu de forma inesperada na semana passada, para os 432.000, o valor mais baixo registado desde Julho de 2008. DN

432.000 ???

entrar no Novo Ano a falar verdade

«Na lógica do nosso sistema constitucional, não compete ao Presidente da República intervir naquilo que é o domínio exclusivo do Governo ou naquilo que é a actividade própria da oposição, Portugal dispõe de um Governo com todas as condições de legitimidade para governar, um Governo assente numa maioria relativa conquistada em eleições ainda há pouco realizadas».

«Não devemos esperar que sejam os outros a impor a resolução dos nossos problemas».

o «novo quadro parlamentar, aliado à grave situação económica e social que o País vive, exige especial capacidade para promover entendimentos».

«Os portugueses compreenderiam mal que os diversos líderes políticos não se concentrassem na resolução dos problemas das pessoas e que não empenhassem o máximo do seu esforço na realização de entendimentos interpartidários».

«O Orçamento do Estado para 2010 é o momento adequado para essa concertação política, que, com sentido de responsabilidade de todas as partes, sirva o interesse nacional».

«Com este aumento da dívida externa e do desemprego, a que se junta o desequilíbrio das contas públicas, podemos caminhar para uma situação explosiva». A.Cavaco Silva in Discurso de Ano Novo
Lusa / SOL

actualização:
O PCP lamentou o facto de o Presidente da República não ter feito qualquer referência à questão da precariedade na sua Mensagem de Ano Novo. TSF
O Bloco de Esquerda concorda com a necessidade de entendimentos enfatizada por Cavaco Silva na sua Mensagem de Ano, mas apenas se o objectivo claro forem «políticas que façam o país sair da crise e façam os portugueses melhorar as suas condições de vida».
O deputado João Semedo alertou para que que «não se conte com o Bloco de Esquerda para combinações e combinatas para que tudo fique na mesma, o que significará mais sacrifícios para os portugueses, mais abusos nas bancas e nas empresas».
TSF
O CDS-PP saudou o apelo à convergência feito por Cavaco Silva na sua Mensagem de Ano Novo isto depois de o líder democrata-cristão ter sugerido «negociações prévias para o Orçamento antes de ele entrar na Assembleia da República».
Nuno Magalhães lembrou que o CDS-PP não recebeu qualquer proposta do Governo desde que esta proposta foi feita por Paulo Portas a 13 de Dezembro e frisou que o seu partido está «tranquilo» em relação a este «desafio do Presidente».
TSF
O secretário-geral do PSD assinalou a referência de Cavaco Silva ao facto de Portugal «viver acima das suas capacidades», uma situação que Marques Guedes entende que o Governo tem culpas porque as «políticas públicas têm se conduzidas de forma a diminuir o endividamento».
Numa reacção à Mensagem de Ano Novo de Cavaco Silva, Marques Guedes destacou ainda as referências feitas à «crise de valores, aos valores da família, da ética, confiança na Justiça», que «têm reiteradamente sido postas em causa pelas políticas públicas» do actual Governo.
TSF
O PS de Francisco Assis afirmou que os socialistas estão «disponíveis para promover todos os entendimentos necessários para garantir a aprovação documentos essenciais para a governação do país». «É evidente que não dispondo o PS de maioria absoluta na Assembleia da República tem forçosamente que promover entendimentos com outras forças partidárias para garantir a aprovação do Orçamento». Sol

Pinto de Sousa está "de neve"…