quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Mulher cospe o prefeito por ele não cumprir promessas


Uma mulher por nome de Josicleide foi presa, por ter cuspido em Eduardo Carneiro de Brito, prefeito do município de Mamanguape, onde o facto aconteceu.
Após a prisão a mulher foi transferida para um hospital de João Pessoa.
Numa entrevista à imprensa da capital, o prefeito Eduardo Carneiro disse que não sabe o porquê da atitude da mulher.

À imprensa de Mamanguape Josicleide disse que o prefeito lhe fez várias promessas de campanha em troca do voto, chegou inclusivé a prometer emprego entre outras vantagens.
Em outra oportunidade ela já havia pixado o muro da residência do prefeito Eduardo, jurando vingança pelas promessas não cumpridas. in PortalMidia.net

e se a moda pegasse por cá...

A nossa probreza é moral.


Esta democracia e este sistema vivem das agências de comunicação.
O poder dos partidos e a sua eternização está aí e no controlo dos media.
Creio que nunca se viu um jornalismo tão dominado, tão subserviente e agachado.
Não é o voto, nem as ideias, nem os debates, que não existem.
E o mais patético é que parece que era mesmo isto que as pessoas queriam.
A velha pecha nacional da cegueira aviltante do povo e das oligarquias dominantes ou para-dominantes.
Tudo por alguns patacos.
A nossa pobreza, afinal, não é a endémica material.
É moral.
E conta centenas de anos.
Ainda dizem mal do Salazar? Publicada por Miguel Alvim O Inimputável

medicamentos mais baratos


melhor que o Wall Street...


hoje não leia os jornais com conteúdos reais.
vá ao cinema...
está em cena o "Wall Street"... com personagens fictícias tão próximas do nosso real.

terça-feira, 28 de setembro de 2010

Parlamento islandês processa ex-primeiro-ministro...


O Parlamento islandês decidiu processar o ex-primeiro-ministro Geir Haarde, que governava o país na altura em que o sistema financeiro se afundou, em Outubro de 2008, por “negligência”.

Após a falência do sistema financeiro nacional, muitos islandeses perderam o emprego ou as suas poupanças. Haarde foi visto como culpado de não ter agido para travar o desenrolar da crise mais cedo.
Em meados do mês, uma comissão parlamentar tinha recomendado que não apenas Haarde mas também três dos seus ministros fossem processados mas o Parlamento decidiu não perseguir judicialmente os outros ex-governantes.
Aquela recomendação seguia as conclusões do Relatório Verdade publicado em Abril pela Comissão de Inquérito Especial que concluía ter havido enorme negligência por parte dos dirigentes políticos e dos banqueiros islandeses, na altura em que o sistema financeiro do país se afundou.

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

As oito recomendações da OCDE para mudar Portugal


A OCDE publica em um estudo sobre os caminhos que Portugal deve seguir:
1- AUMENTO DE IMPOSTOS
Um dos primeiros avisos deixados pela OCDE é que "o Governo deve estar preparado para aumentar mais os impostos". E o agravamento fiscal deve ser feito, segundo a organização, no IVA e no IMI
2- SALÁRIOS CONGELADOS
O congelamento de salários é apresentado como condição para alcançar os objectivos orçamentais
3- CORTE NOS BENEFÍCIOS E DEDUÇÕES FISCAIS
Corte das despesas fiscais" já que em Portugal utiliza-se em demasia as deduções e benefícios fiscais que normalmente até "beneficiam mais os contribuintes com rendimentos mais elevados".
4- REVISÃO DO SUBSÍDIO DE DESEMPREGO
Revisão de toda a arquitectura do subsídio de desemprego
5- MAIS COMPETITIVIDADE E FLEXIBILIZAÇÃO LABORAL
Incremento de flexibilidade na relação entre patrões e trabalhadores com vista, também por esta via, a melhorar a competitividade no país.
6- CONTROLO E TRANSPARÊNCIA NAS CONTAS PÚBLICAS
Controlar a despesa em todos os corredores do Estado, e não apenas a nível central, e deixa um apelo para uma transparência total nos contratos celebrados em regime de Parcerias Público-Privadas (PPP). Também se recomenda a imposição de um tecto para o crescimento da despesa pública
7- EDUCAÇÃO NO TOPO DA AGENDA
Melhores resultados na educação não serão alcançados sem o reforço da promoção de igualdade de oportunidades, avisa a OCDE, que alerta para a elevada taxa de retenção em Portugal,
8- INFRA-ESTRUTRURAS DE TRANSPORTES SÃO ESSENCIAIS
Adiar algumas obras foi uma decisão acertada dada a crise financeira, mas a OCDE argumenta que para um pequeno país periférico como Portugal as infra-estruturas na área dos transportes são fundamentais

relatório completo em OECD Economic Surveys
se isto não é o programa deste ainda governo...está lá perto.
Fez-me relembrar um celebre documento produzido para a ministra Rodrigues...

6,84%, 6,85%

6,84%, 6,85%

Este é que pode ser um verdadeiro símbolo de Socratismo. A taxa de juro das OT’s portuguesas a 10 anos chegaram a 6,85%.
Ou seja, ultrapassou o número inventado por Vitor Constâncio para um potencial défice virtual de 2005, os tais 6,84% que permitiriam a Sócrates continuar a aumentar a despesa pública todos os anos ao mesmo tempo que proclamava a redução do défice. entrada escrita por jcd no BLASFEMIAS

O estranho caso dos submarinos


Há quem se interrogue acerca do surgimento súbito de casos e de escândalos no espaço público. Eu, ao contrário, espanto-me com a forma dissimulada como os escândalos desaparecem dos jornais e das TVs depois de meses de agitação.
São autênticos submarinos que submergem silenciosamente e de quem nunca mais se ouve falar.
Ontem, não sei bem porquê, lembrei-me do "Face Oculta" e da Comissão Parlamentar e da Comissão de Inqúerito e da Tagusparque. Veio-me à memória a enorme trapalhada do sr. Godinho, do Vara, do Rui Pedro Soares, da Manuela Moura Guedes e do Figo.
Como sempre acontece neste pântano, nada foi confirmado mas também nada foi esclarecido. Simplesmente desapareceu. Publicado por F. Penim Redondo
DOTeCOMe...o Blog

biografia oficial do primeiro-ministro... em inglês


José Sócrates Carvalho Pinto de Sousa, commonly known by his given names José Sócrates, is the prime minister of Portugal and secretary-general of the Socialist Party. Sócrates first became prime minister in 2005 and was re-elected in 2009.
He was born in 1957 and spent his early years in the city of Covilhã. At the age of 18 he went to Coimbra, where he earned a degree in civil engineering. He received an MBA in 2005 from the Lisbon University Institute.
José Sócrates was one of the founders of the youth branch of the Portuguese Social Democratic Party before changing his political affiliation and joining the Portuguese Socialist Party in 1981. He was a technical engineer for the Covilhã city council and has been elected a member of the Portuguese parliament since 1987. He served as spokesperson on environmental affairs for the Socialist Party from 1991 to 1995. In 1995, he entered government as secretary of state for the environment. Two years later, Sócrates became minister for youth and sports and was one of the organizers of the EURO 2004 cup in Portugal. He became minister for environment and territorial planning in 1999. Following the elections of 2002, Sócrates became a member of the opposition in the Portuguese parliament. In 2004, he became secretary-general of the Socialist Party. After the victory of his party in the 2005 Portuguese election, Sócrates was called on to form a new government. He was elected for a second term as prime minister in September 2009. Portugal has made dramatic changes in its energy policy over the last five years under the government of Prime Minister Sócrates. The country's installed renewable energy capacity more than tripled between 2004 and 2009 and renewable energy sources now represent roughly thirty-six percent of electricity consumed. Thanks to this performance, Portugal currently ranks fourth in Europe in energy production from renewables.
Under Prime Minister Sócrates, the government has tried to create new rules and implement reforms aimed to improve efficiency and rationalize resource allocation in the public sector, fight civil servant overcapacity, and reduce bureaucracy, but the country's public debt and deficit, as well as high unemployment, remain problems.
This spring, Portugal joined the five European countries that have already legalized same-sex marriage: Netherlands, Belgium, Spain, Norway, and Sweden. France and Denmark recognize same-sex unions, which convey many but not all of the rights enjoyed by married couples.
Sócrates has two sons, José Miguel and Eduardo.
Source:
Information provided by the office of Prime Minister José Sócrates.

se ma contassem, e não a tivesse lido, não acreditava...


inglês muito pouco técnico...


Pinto de Sousa, no Fórum Mundial de Líderes, assustou a plateia da Universidade de Columbia quando se definiu como um político "socialista".
Ora no EUA, a palavra é sinónimo de comunista, o que criou ruído de fundo entre os alunos da universidade e que obrigou o nosso ainda primeiro a "clarificar", mal, que um socialista na Europa "é o que nos Estados Unidos se chama liberal democrata".
cm

Problemas com origem numa cadeira de “inglês técnico”, claro...

domingo, 26 de setembro de 2010

CONTAS PÚBLICAS


A semana finda revelou uma situação preocupante das contas públicas e soube-se que os investidores exigem ao Estado juro de 6,2% (Perante tal valor, apesar do financiamento ser necessário, na última semana, o Instituto de Gestão do Crédito Público só colocou a leilão um total de 750 milhões de euros).
O valor do juro - 6,2% - é record. Valor que nunca se tinha atingido.
A incerteza em torno das contas públicas do próximo Orçamento do Estado e os rumores de uma intervenção do FMI, levaram os mercados a castigar Portugal. Castigo que resulta da incapacidade governativa socrática. Publicada por Lobo da Gardunha em O ANDARILHO
ver quadros e artigo completo
AQUI

PPC Expresso ao Sol


sexta-feira, 24 de setembro de 2010

para onde é que esta gente nos está a levar ?


ANDA POR AÍ


O ministro das Finanças proferiu, ontem na AR, a frase mais vergonhosa da semana. A propósito da compra de um submarino, cuja aquisição foi assumida pelo governo português há muito, Teixeira dos Santos assim a modos "que chatice ainda temos a porcaria do submarino que vai encarecer o défice", virou-se para os deputados e lamentou a existência do "Tridente" recentemente entregue a Portugal, com o dislate: "esse submarino que já anda por aí...".Lamentável. por joãoeduardoseverino em PAU PARA TODA A OBRA

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

MENTIRA INSTITUCIONAL

Os portugueses já perceberam as dificuldades que o Governo criou, a si próprio, e que estão a condicionar a elaboração do Orçamento de Estado. Como vem sendo habitual, o insuspeito Diário de Notícias, na edição de hoje, em manchete e tendo por base a informação do Gabinete do Primeiro-ministro, anunciava:
"Equipa da UE vem fiscalizar Orçamento antes de ser apresentado."
Na sequência da habitual campanha de propaganda, o Gabinete do PM dava a ideia que o próximo Orçamento tinha o agreement da UE.
A meio da manhã, o porta-voz do Comissário, que se encontra na Irlanda, desmentiu tal notícia, informando que a visita a Portugal se insere nas visitas que estão a ser feitas aos Estados membros da UE, no sentido de tratar de assuntos europeus.
Lá diz o povo:
"Mais depressa se apanha (pega) um mentiroso que um coxo (capenga)"
Perante o desmentido da UE, lembramos outro ditado popular:
"Mais depressa vem a desonra do que a honra".
Que razões levaram o Gabinete do Primeiro-ministro a mentir?
Uma mentira institucional é muito pior que a mentira de uma criança e, no gabinete do PM deverão estar adultos responsáveis.
Porquê esta mentira institucional?
É feio mentir e, por tal mentira, deviam pagar imposto para ajudar ao défice. Publicada por Lobo da Gardunha em
O ANDARILHO

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

NABO


Murteira Nabo só é nabo de nome. Esperteza não lhe faltou enquanto esteve em comissão de serviço em Macau a ocupar cargos bem remunerados de várias formas. A árvore das patacas concedeu-lhe uma fortuna, estatuto e chegou a "financiador-senador" do PS, ou seja, em Portugal é um milionário. É fácil para um indivíduo sem problemas financeiros, com uma reforma choruda, vir agora propôr que se retire o 13º mês a quem trabalha ou trabalhou durante décadas para a administração do seu país. Murteira Nabo teve o desplante de aconselhar que se corte o 13º mês e já. E por que não especificou que esse corte deveria ser apenas a quem receba mais de 2.500 euros e a todos aqueles que recebem várias reformas chorudas, possivelmente como o próprio economista Nabo?
Será que Murteira Nabo não tem a consciência do que propõe? Será que não sabe que a maioria das pessoas com rendimentos mínimos já está endividada até aos cabelos e aguarda pelo 13º mês para pagar as dívidas contraídas ao longo do ano? Será que é justo retirar o 13º mês a quantos tenham um rendimento mensal até 1.300 euros?

Murteira Nabo perdeu uma boa oportunidade de estar calado e, já agora, de oferecer os seus décimos terceiros meses de salários a uma instituição de caridade... por joãoeduardoseverino em PAU PARA TODA A OBRA

Os PORTOS do FUTURO


Portugal é um país de curta memória e nada do que hoje se diz é confrontado com o que ontem se proferiu e fez. Lamento. E lamento não por qualquer revivalismo, mas apenas pelo tempo perdido.
Houve uma época em que os dirigentes viraram as costas ao Mar e de frente para a terra, leia-se União Europeia, juraram que as estratégias marítimas não transportavam progresso. O que contava era a rodovia, as obras públicas, a construção desenfreada. Abateram-se barcos de pesca, destruiu-se a marinha mercante e de forma ligeira desprezaram-se os portos nacionais.
Foi a mesma época em que defender os produtos nacionais era tabu, sinal de anti-europeísmo, tique de nacionalismo retrogrado.
Tenho pena de tanto tempo perdido e mais pena tenho de não ver humildade nalguns altos dirigentes que agora proclamam o contrário. Desejava apenas que fizessem uma simples afirmação: afinal também me engano e por isso peço desculpa aos Portugueses.
Mas que importa isso se quase ninguém tem coragem para ter memória! Publicada por Manuel Monteiro em
A REVOLTA


errado! ainda há alguns com "memória de elefante"...

terça-feira, 21 de setembro de 2010

Setembro de 2009


(...)
II. Ferreira Leite tinha razão, mas o país não quis saber. Preferiu ir na cantiga do propagandista.
Sim, Ferreira Leite nunca percebeu que, em democracia, não basta ter razão. É preciso criar um discurso que entre no ouvido das pessoas. Sem dúvida, que Ferreira Leite falhou nisto. Mas também não se pode esquecer a forma como a elite (jornalistas e comentadores) trataram Ferreira Leite. A "velhota" era sempre gozada. Eu até percebo que o "povo" vá na cantiga irrealista de José Sócrates. Mas já não percebo a forma como a elite se comportou. Não percebo. Esta elite (jornalistas e comentadores) deve vigiar o poder, deve comparar o discurso com a realidade. Ora, Ferreira Leite tinha razão, os factos deram-lhe razão, e, mesmo assim, a ex-Presidente do PSD continua a ser "gozada" pela elite.
O que isto nos diz sobre a nossa cultura política?

III. Setembro de 2010 está a meter todo o peso da realidade nos argumentos de Ferreira Leite. Aqueles que, em Setembro de 2009, apenas gozavam com Ferreira Leite deviam pensar naquilo que andam a fazer. Política não é a Chuva de Estrelas. Henrique Raposo no Expresso online via
Clube das Republicas Mortas

os sublinhados são meus... a crónica é notável.

lá vamos, cantando e futebolando..


segunda-feira, 20 de setembro de 2010

com papas e bolos...


enganaram os tolos....

PELAS GRANDES OBRAS PÚBLICAS


Há que dizê-lo com frontalidade: quanto receberam por abaixo-assinado esses que há um ano, antes das últimas legislativas imorais e fraudulentas, exigiam grandes obras públicas e causticavam "a velha" e o discurso da "velha"? O descalabro presente não lhes contunde a consciência? E a asfixia económica que vivemos não lhes pesa? E a secura da Banca nacional, que dá sinais de estertor, não lhes recorda nada, alguma responsabilidade? Por que treme por que se assusta Mário Soares, aflito com a necessidade de cortes e dando nisso, à redução vaga, sempre vaga, da Despesa, razão a Passos Coelho, se a não pôde ou não quis dar a MFL, preferindo colar-se ciosamente ao Pantomineiro Supremo, na campanha para isto? Não borrará Passos a cara de esterco se se vir obrigado a adoptar só agora, ipsis verbis, o discurso pré-eleitoral de MFL?! Agora que tudo colapsa, e colapsa de modo feio porque não mais é possível esconder a mais deslavada incapacidade, agora que não há dinheiro absolutamente nenhum para vícios e a tendência é ir buscar ao resto do País as migalhas europeias que, de direito, lhe fariam falta, apenas para que Lisboa cumpra com o mínimo dos seus viciosos e adúlteros compromissos, está na hora de encher a prisão com essa nata de mentirosos que soterraram Portugal a cada manifesto da treta, a cada abaixo-assinado de encher. Faz por estes dias um ano. Inglorious bastards! Publicada por joshua no PALAVROSSAVRVS REX
Um comentário duro e verdadeiro que mostra até onde "gajos", pretensamente opinion makers, marcaram interesses pessoais como nacionais.
Uma breve visita ao alfaiate irá traze-los de novo aos palcos de venda da banha-da-cobra que os Parolos do Sistema irão comprar

quinta-feira, 16 de setembro de 2010

Estado da Nação


A cada hora, o Estado endivida-se em 2.5 milhões de euros. Mas nada se passa. Há uma espécie de caos silencioso. Pior: aqueles que têm os cojones de apontar para mudanças são esmagados. Isto começa a ser um caso clínico de denial. por Henrique Raposo no Clube das Repúblicas Mortas

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

má interpretação do jornalista ?



... o desmentido (ou a correcção) segue dentro de momentos.

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Orçamento por duodécimos...


O governo parece preocupado com um eventual chumbo da sua proposta de OE para 2011. Desde logo deve dizer-se que um governo minoritário, que esteja preocupado com aprovação da sua proposta, deve negociar apoios para conseguir essa aprovação. Se não negociar, estará a ter uma atitude “irresponsável”.
Mas imaginemos que toda a oposição é “irresponsável”, incapaz de aceitar as condições extraordinariamente razoáveis que o governo propõe e chumba a proposta do governo. Nesse caso teremos um orçamento por duodécimos, com as mesmas taxas de imposto de 2010, a mesma autorização de despesa nominal e a mesma autorização de aumento nominal da dívida pública.

(...)
Se, pela acção conjunta de todos os partidos, tivermos um orçamento de 2011 em duodécimos isso seria uma excelente notícia, porque ficávamos com a certeza de que a redução do défice se ia fazer mesmo pelo lado da despesa, como é necessário. E os contribuintes não poderiam ficar mais satisfeitos. Publicada por Pedro Braz Teixeira em O Cachimbo de Magritte

Sobre o OE e sobre os limites da negociação


Sobre o próximo Orçamento de Estado está a ser estabelecida a ideia, errada e perigosa, de que a sua não aprovação criará um drama nacional.
A ideia é perigosa porque subverte o normal processo democrático de que o Orçamento deve emergir, desequilibrando a necessária negociação e condicionando enviesadamente o seu resultado. E é errada porque assenta num pressuposto errado: de que sem Orçamento aprovado, o Governo não pode governar.


(...)
estando basicamente em jogo a redução do défice através de duas vias alternativas - subida de impostos ou redução da despesa - é preciso que se perceba que dramatizar a não aprovação do novo Orçamento estará a enviesar o processo negocial em favor da primeira via.

Vitor Bento, Conselheiro de Estado escreveu este artigo no jornal de Negócios.
Está aqui o link.
Agradecia que alguns dos meus queridos amigos bloggers lessem o artigo antes de escrever mais "coisinhas" sobre o próximo OE. Era óptimo. publicado por Afonso Azevedo Neves no
31 da Armada

como estacionar na Rua das Francesinhas...


alguém diria que no Prédio vivem vários agentes da PSP?

domingo, 12 de setembro de 2010

mais um país a caminho da "democracia popular" ?


Num comunicado divulgado em Joanesburgo, e assinado pela directora-executiva do FXI, Ayesha Kadee, o Instituto para a Liberdade de Expressão critica severamente em particular a operadora sul-africana Vodacom por aplicar métodos em Moçambique, onde possui uma rede celular, que são contrários è letra da Constituição no país onde está sedeada, a África do Sul.
O FXI recorda que as telecomunicações móveis revolucionaram as comunicações em África, especialmente em áreas remotas e sub-desenvolvidas.
A súbita indisponibilidade do serviço de mensagens escritas (sms) nas redes moçambicanas a semana passada foi vista como uma tentativa do governo em impedir que novas manifestações e tumultos fossem convocados por aquela via, como vinha acontecendo desde o início das violentas manifestações contra o alto custo de vida.

sábado, 11 de setembro de 2010

nove anos depois...


Barack Hussein Obama II cumpriu um minuto de silêncio às 9h37, a hora do embate no edifício do Pentágono, provocando 184 mortos.

Mais longe, em Nova Iorque, ás 08.46 e ás 09.03, em cerimónia simples, familiares leram os nomes das vitimas. O número total de mortos no WTC foi superior a 2977 pessoas. Eram civis e cidadãos de mais de 70 países.

quarta-feira, 1 de setembro de 2010

“manifestações” contra aumento do custo de vida em Maputo


Há registos de algumas manifestações em alguns bairros da periferia de Maputo, na manhã desta quarta-feira. Alguns leitores d´Verdade referiram há poucos instantes que que a estrada está cortada entre Benfica e São Roque e está muito difícil circular naqueles bairros. Muitos agentes da PRM estão no local a tentar manter a calma.
Outra informação, não confirmada indica que um autocarro dos TPM foi parado com pedras pelas mesmas zonas. Há relatos de tiros, gás lacrimogénio e pneus nas ruas nos bairros do Jardim, Zimpeto e Hulene.
Temos relatos de estarem a ser ouvidos tiros na Malhangalene, nas proximidades do Shoprite. Recebemos também indicação que há focos de manifestações nas proximidades da portagem de Maputo.
Num olhar pela cidade de Maputo nestas primeiras horas do dia nota-se um fraco movimentos de viaturas e pessoas nas principais avenidas, que normalmente à esta hora costumam estar com muito movimento. Pode-se vislumbrar nos céus um fumo negro vindo da zona do Jardim e Benfica.
Segundo um leitor nosso no bairro do Triunfo, em frente ao parque Elena estão a pôr pedras na estrada, a atirar com garrafas e pedras aos carros e as pessoas.
Vários autocarros dos Transportes Públicos de Maputo, TPM, estão a abandonar as suas rotas e a regressarem a base, podem-se ver alguns com vidros partidos.
No bairro da Liberdade, na Machava e na Matola há relatos de tiros e "ouvem-se sirenes da polícia".
Jorge Kalau, comandante geral da polícia, diz que a polícia vai fazer tudo que estiver ao seu alcance para reprimir estas manifestações.
Na avenida Acordos de Lusaka há vários pneus queimados nas estradas impedindo o tráfego de viaturas na entrada da cidade, a polícia e os bombeiros estão no local a tentar conter os distúrbios.
Há registo de alguns feridos que deram entrada no Hospital José Macamo, em resultado destas manifestações.
Recebemos uma informação não confirmada que há pessoas a vandalizar o SuperMarés, localizado na zona da Marginal próximo ao bairro do Triunfo.
Até ao momento não apareceu nenhum membro do Governo a fazer um pronunciamento oficial sobre estas manifestações em Maputo.

“Mocambicano Prepara te no grande dia de greve 01/09/10. Revendicamos sobre a subida de precos: de energia, água, arroz, xapa e pão. Envia pra outros mocambicanos. BOA NOITE”
esta é uma mensagens electrónicas enviada através de telemóvel, SMS, que está a circular nos últimos dias convocando os cidadãos a aderirem a uma alegada manifestações contra o aumento do custo de vida no país.

Os recentes aumentos dos preços do pão, electricidade e combustíveis, que se juntam ao aumento dos preços de quase todos outros produtos estão a levantar receios da eclosão de violentos protestos semelhantes aos de 5 de Fevereiro de 2008 contra o aumento nas tarifas dos "chapas", e que geraram confrontos com a polícia e a paralisação do comércio e outras actividades na cidade de Maputo.
Na altura, a capital moçambicana ficou transformada numa cidade em estado de sítio, com contentores de entulho virados, montes fumegantes de pneus ardidos, com barricadas de fogo em algumas das artérias da cidade, além de empresas, escolas e comércio fechados. Os tumultos, em Maputo e Matola (arredores da capital) causaram quatro mortos e 98 feridos, de acordo com o balanço final oficial.
in a verdade

O PRIMEIRO DE "SETEMBRO"


14 Fevereiro de 2008
O primeiro-ministro anunciou ontem um investimento de cerca de 100 milhões de euros na construção de novas 75 creches e de mais 760 salas para o sistema pré-escolar nas áreas metropolitanas de Lisboa e Porto.
06 de Outubro de 2008
Vão ser construídas 400 novas creches com 18 mil vagas nas áreas metropolitanas do Porto e Lisboa. O anúncio foi feito hoje por José Sócrates no âmbito da cerimónia de inauguração da creche e jardim-de-infância da Misericórdia da Trofa, em S. Romão do Coroando.
30 de Agosto de 2009
Como resposta a um problema classificado como «a nova prioridade da Estado Social», Sócrates anunciou, este domingo, em Bragança, que o Governo está a construir uma rede pública de creches para ajudar os jovens casais a ter filhos.
09 de Janeiro de 2010
O primeiro-ministro sublinhou hoje a actual construção de 400 creches no país, com capacidade para 18 mil crianças até aos três anos, como exemplo do investimento governativo num “novo Estado social”.
31 de Agosto de 2010
O primeiro-ministro afirmou, esta segunda-feira, que os seus governos fizeram, nos últimos cinco anos, uma reforma «silenciosa, mas grande», na rede de creches, dizendo que Portugal já ultrapassou a meta europeia em termos de cobertura.
1 de Setembro de 2010
A creche que o primeiro ministro, José Sócrates, e a ministra do Trabalho e da Solidariedade Social, Helena André, inauguram hoje em Torres Vedras faz parte das mais de cem que vão abrir portas até final do ano

...repetida muitas vezes, passa a verdade!